Uma grávida está sentada no sofá e faz a mala da maternidade

Semanas de Gravidez

A 31.ª semana de gestação

O que deve incluir a mala da maternidade?


Incrível, mas é verdade: nas próximas semanas, a barriga de grávida vai crescer ainda mais! De facto, a tarefa principal do teu pequeno é engordar. Revelamos-te aqui porque é que não mau se o teu bebé ainda não estiver com a cabeça para baixo, o que podes colocar já na tua mala da maternidade e outros factos interessantes sobre a 31.ª semana de gestação!

O que acontece dentro da barriga na 31.ª semana de gestação?

O feto tem cerca de 40 cm de comprimento (cabeça-calcanhar) e pesa cerca de 1600 gramas

Resta apenas pouco espaço no útero. Se o teu bebé se encontrar em apresentação pélvica (ou seja, com o rabo "sentado" para baixo), até aproximadamente à 35.ª semana de gestação, ele ainda tem tempo para virar.

O teu bebé tem agora o peso aproximado de uma abóbora manteiga.

O teu bebé tem agora o peso aproximado de uma abóbora manteiga.

Como se encontra o bebé na barriga?
Distingue-se entre:
  • Apresentação cefálica (ou apresentação de cabeça, abreviada também como AC): o feto encontra-se com a cabeça para baixo na bacia
  • Apresentação pélvica (AP): o feto está sentado com o rabo para baixo na bacia
  • Apresentação oblíqua: o feto encontra-se na diagonal no útero
  • Apresentação transversal: o feto encontra-se na horizontal no útero
A rotação pode ser estimulada através de determinados exercícios. Pergunta ao teu médico ou à tua médica se quiseres saber mais e evita sempre experiências por iniciativa própria. Conforme o decurso da gravidez ou doenças preexistentes, podem ocorrer outras complicações. Afinal, não há pressa para a rotação – o teu bebé pode dar a cambalhota ao longo do próximo mês!
O bebé cresce agora vigorosamente: cerca de 1 cm por semana. Talvez seja por isso que estejas tão cansada? Em todo o caso, o tempo de sono diário é de aproximadamente 20 horas.
Todos os sentidos já estão completamente desenvolvidos.

Como te sentes na 31.ª semana de gestação?

Ainda andas ou já rebolas? É difícil de imaginar, mas a barriga de grávida ainda não atingiu o seu tamanho máximo! Assim, o centro de gravidade, a tua postura e o teu andar alteram-se. A barriga grande e os preparativos do teu corpo para o parto provocam, além disso, alguns desconfortos da gravidez. Para além de pequenas dores concretas, de modo geral, o dia a dia de muitas grávidas torna-se mais difícil. Calçar as meias, ir às compras ou trabalhar – tudo pode ser um pouco mais cansativo.

Os desconfortos da gravidez comuns na 31.ª semana de gestação (ou 3.º trimestre) são:

  • Contrações de Braxton Hicks (contrações de treino)
  • Dores lombares
  • Azia
  • Dores pélvicas
  • Dores de cabeça
  • Tonturas ou problemas de circulação
  • Má qualidade do sono
  • Unhas secas
  • Seios "com fugas" (colostro)
  • Necessidade de urinar mais frequente
  • Colostro

Remédios muito simples ajudam contra muitos desconfortos da gravidez: Descansar e beber muita água. Mas se já existirem pequenos irmãos mais velhos, não é fácil descansar muitas vezes. Um momento perfeito para o teu companheiro ou a tua companheira se envolver mais! Naturalmente, o envolvimento dos avós, tios, tias e outros babysitters que possam dar uma ajuda vale outro. Afinal de contas, o teu corpo está agora a trabalhar arduamente – qualquer ajuda faz bem!

Bem lentamente, podes começar a fazer a tua mala da maternidade. O que levanta uma dúvida:

O que deve incluir efetivamente a mala da maternidade?

  • De qualquer forma, deves sempre levar contigo documentos importantes: por exemplo, o boletim de saúde da grávida ou outros documentos sobre o decurso da gravidez, assim como os dados médicos mais importantes (como o tamanho, o peso, o grupo sanguíneo, alergias, doenças preexistentes) e um documento de identificação.
  • Snacks duradouros, como glicose, frutos secos e nozes, assim como barras de cereais podem fazer parte da mala. Estes dão-te força nos intervalos das contrações ou nos tempos de espera no hospital.
  • Uma t-shirt comprida e confortável ou uma camisa de noite para o parto (se não quiseres usar a bata de hospital)
  • Uma camisa de noite ou um pijama com botões: roupa confortável e limpa para depois do parto, que possa ser aberta à frente, é ideal para amamentar
  • Sutiã de amamentação: uma vez que o tamanho do teu peito ainda se pode alterar, é mais aconselhável um modelo económico para o início. Além disso, os sutiãs de amamentação também já podem ser usados durante a gravidez.
  • Roupa confortável para o regresso a casa: a tua barriga estará então um pouco menor, mas ainda não terá desaparecido. Calças com cintura elástica ou vestidos são muito práticos para isso. Uma vez que existe a possibilidade de ser necessário realizar uma cesariana ou de sofreres lesões de parto, a roupa deve ser o mais confortável possível, não demasiado justa e fácil de vestir.
  • Cuecas grandes: para absorver inicialmente os possíveis lóquios intensos, são utilizados, na maioria dos casos, pensos higiénicos grossos – para isso, cuecas grandes são práticas. Tem também em consideração que, possivelmente, se fizeres uma cesariana, as cuecas não deverão terminar demasiado no fundo da região púbica, para que o cós não provoque irritações na cicatriz. São aconselháveis cuecas de cintura alta.
  • Os teus produtos de higiene e cuidados mais importantes: escova de dentes, pasta de dentes, pente/escova, creme
  • Chinelos de quarto
  • Possivelmente, um robe e meias quentes
  • Carregador para o telemóvel
  • 1-2 conjuntos de roupa para o bebé, por exemplo, body, calças e casaco, assim como gorro
  • Possivelmente, uma chupeta para recém-nascido e um biberão: em relação à chupeta, certifica-te de que esta é particularmente leve e que tem uma tetina anatómica. Também em relação ao biberão, deves sempre garantir que a tetina é pequena e adequada para recém-nascidos, para que o teu bebé não se engasgue.

Esperamos que fazer a mala seja um processo descontraído!


Fotografia: Shutterstock

Produtos MAM recomendados para si

Bomba extratora de leite dupla 2 em 1

Para uma extração de leite materno flexível – a qualquer hora e em qualquer lugar

249,99 €