Selecione seu país

X
Schnuller

Novas experiências para o seu bebê - MAM Baby

Descobrindo o mundo juntos

O seu bebê já anda! E a cada dia ele anda com mais segurança. Em pouco tempo ele vai começar a escalar os móveis e a explorar cada vez mais a casa e o parquinho. A capacidade de concentração do seu bebê aumenta aos poucos e ler em voz alta é um prazer, principalmente junto com um monte de mimos e afagos. Apesar da Mamãe continuar ser o centro das atenções do bebê, você não deve esquecer das suas necessidades próprias. Coloque novamente aquela roupa que faz com que você se sinta atraente. Tire tempo para o seu parceiro. Faça algo que você gosta e visite um Day Spa ou vá ao cabeleireiro. Passe um tempo com pessoas que não tem filhos pequenos e vá ao teatro, cinema ou saia para jantar. Você já pode começar a pensar em como você vai transformar o quarto do bebê, porque o seu bebê agora já é uma criança pequena. E claro, também tem o tempo juntos nas férias. Temos ótimas dicas de todos os tipos, tanto para o quarto do seu filho como para férias!

Passo a Passo

Todos estavam esperando por este momento e alguns bebês já o vivenciaram: o primeiro passo significa um sucesso extraordinário, motivo de orgulho para os pais e para a a criança.

Ler é um prazer, especialmente estando sentados e bem aconchegados no colo da mamãe, olhando juntos todas as figuras coloridas existentes no livro. Mas então, é hora de dar um pequeno passeio, pois andar é uma atividade a ser exercitada.

A corrida de obstáculos

Com o passar do tempo, a criança aperfeiçoa o seu modo de caminhar e, então, é hora de tentar correr e saltar. Essa nova liberdade de movimentos é um verdadeiro prazer para o pequeno atleta.

Mamãe e papai são, sem dúvida, as pessoas mais importantes da sua vida. Mas a criança acha também muito interessante brincar com outras crianças e praticar as suas habilidades. Ficar em pé numa perna só, explorar os brinquedos no playground e mostrar o que sabe.

Não ser só mãe

Embora a maternidade seja a melhor coisa do mundo, entre a troca de fraldas e a amamentação deve existir espaço para as suas próprias necessidades: para descontrair, para seguir os próprios impulsos e para trocar ideias com outros adultos.

  • Organizar dias livres, sem crianças. O melhor é passar o dia sozinha com o parceiro. Estes dias enriquecem também a vida das super-mães e incentivam o seu relacionamento.
  • Pausa dedicada à moda: chegou a hora de ser feminina. Um belo traje sempre ajuda. Um vestidinho preto, um tailleur, um vestido de noite... Ainda que seja necessário um pouco de esforço para ficar chique, a compensação é sentir-se bem.
  • Cuidar de si mesma nas fases mais fatigantes da vida é quase obrigatório. Um tratamento para os cabelos, uma visita ao esteticista ou massagista e logo você vai se sentir sexy e em forma.
  • Mesmo que seja interessante trocar experiências para arejar as ideias, você necessita de outros assuntos de conversação. Não importa que se trate das próximas férias ou de seus planos após o término da licença maternidade. Por isso, é importante procurar contato com pessoas que não têm filhos ou voltar a telefonar para velhos amigos.
  • Salas de concerto, teatro ou bares são lugares não frequentados por crianças, portanto não adequados para discutir puericultura e são ideais para desligar.

O quarto do bebê se transforma num quarto de criança

Mais rápido, mais longe, mais alto? 
Mais espaço para mais ação no quarto da criança

O bebê deu os primeiros passos e agora passará a descobrir o mundo com as próprias pernas. A autoconfiança cresce com cada passo e a sua área de ação se expande.

Para que o espaço acompanhe o instinto de movimento e ação dos pequenos, são necessárias algumas modificações:

  • O bebê quer e já consegue sair do berço sozinho. Por isso, remova algumas barras ou desmonte todo um lado. No começo, só durante o dia.
  • Para princesas e astronautas: com um céu de estrelas sobre o berço, ir para cama é mais divertido.
  • O seu cantinho: ter o seu espaço no quarto ou na sala de estar é importante para o desenvolvimento da criança. Para isso, coloque no assoalho uma coberta macia e providencie uma estante, da qual a criança possa retirar e depois repor os seus brinquedos e livros ilustrados.
  • Móveis para os pequenos: tanto faz se foram concebidos por um desenhista famoso ou comprados na loja de móveis local. O importante é que sejam adequados e estáveis. Ótimo para crianças arteiras são móveis multifuncionais, onde a mesa e a cadeira se transformam em nave espacial, casinha de bonecas ou esconderijo. (Pesquise na Internet: "móveis temáticos").
  • Arte mural: os moldes e os novos adesivos, disponíveis nas lojas de móveis ou na Internet, podem ser usados para criar motivos coloridos nas paredes, sem deixar marcas.

Começar bem as férias

Deseja viajar de férias com o seu filho? Planeje bem a viagem.

Durante as férias, as crianças pequenas têm maiores exigências do que os bebês. Por isso, quem planeja relaxar e se recuperar deve levar em conta as necessidades da criança, preferivelmente antes da viagem.

Viagens aéreas

Os médicos desaconselham viagens de avião nas primeiras semanas de vida. Depois disso, é importante só voar com crianças que estejam saudáveis. Por outro lado, trombose e problemas circulatórios, que podem  acontecer em adultos, são descuidos para os pequenos.

  • Cuidar do equilíbrio da pressão durante a decolagem e a aterrissagem. A melhor opção é fazer com que a criança possa sugar alguma coisa: dê-lhe o copo ou outro objeto.
  • Bancos estreitos e o cinto de segurança obrigatório fazem com que os pequenos se tornem irrequietos durante o vôo. É aconselhável levar os fones de ouvido, possibilitando ao seu filho escutar a sua música ou historinha predileta.
  • Atenção ao ar-condicionado: vista a criança de modo adequado, com algumas camadas de roupa.
  • Carrinhos desmontáveis podem ser levados como bagagem de mão. Esclareça antes com a companhia aérea.
  • Até doze meses de idade as crianças voam sem bilhete próprio. Isto significa que não têm direito a uma poltrona. Mais espaço depende da existência de poltronas vazias e da gentileza da tripulação. A alternativa é comprar uma passagem para a criança, pagando 80% do valor da passagem normal.

Viagem de trem

  • Viajar de trem pode parecer tranquilizante. Mas, para as crianças isso só vale se a viagem não é muito longa. Os limites médios de tolerância são de duas a três horas. À noite, a viagem pode durar um pouco mais.
  • O trem oferece mais liberdade de movimentos (não há cintos de segurança), o que pode causar sujeira. Para qualquer eventualidade, levar lencinhos umedecidos e roupas adicionais.
  • Um bom compromisso, caso disponível, pode ser o trem com serviço de transporte para o carro. Você pode relaxar, ter flexibilidade durante as férias e não precisa se preocupar com a bagagem.
  • Utilizar o carrinho como banco para a criança?  Não é possível por falta de espaço. Frequentemente são oferecidos compartimentos para famílias com crianças.  Reserve com antecedência!
X